Evitando lockdown em embarcações offshore: 4 medidas que fazem toda a diferença

A C-Tank®, após realizar 74 atividades de biodesinfecção de embarcações no litoral brasileiro entre março e maio de 2020, compartilha as medidas que aumentaram a segurança da tripulação e permitiram a continuidade das operações offshore.

1. Criação de um Comitê de Crise Multidisciplinar

O Comitê multidisciplinar garantiu as mais eficientes e rápidas respostas aos desdobramentos da crise sanitária, gerando envolvimento de todos os funcionários na solução e na mitigação dos impactos da pandemia.

2. Protocolo Robusto de Quarentena dos Tripulantes

O isolamento social foi com certeza a medida mais eficiente de proteção contra a disseminação da Covid-19. Nessa linha, percebemos excelentes resultados na quarentena assistida de 14 dias, sendo os 7 primeiros na residência do tripulante e os 7 últimos em hotéis adaptados, onde todos os tripulantes e terceirizados foram testados para a Covid-19 pelos métodos PCR (prova e contraprova).

3. Limpeza e Desinfecção preventiva

O emprego de um Plano de Desinfecção preventivo foi considerado positivo para reduzir e eliminar a propagação da Covid-19 a bordo das unidades.

4. Guia de Boas Práticas

As atividades anteriores tiveram seus resultados ampliados após a elaboração e adoção de um guia de Boas Práticas. Entre as ações estão a utilização obrigatória de máscaras, o distanciamento social nas áreas comuns, a inclusão de produtos desinfetantes mais eficazes para a Covid-19 e o aumento da frequência de desinfecção em pontos mais sensíveis. Esse conjunto de ações gerou um ambiente mais seguro e garantiu a continuidade das operações das embarcações.

A C-Tank entende que o compartilhamento de informações relevantes com o mercado tem a capacidade de gerar novos conhecimentos e tornar o ambiente a bordo mais seguro, fortalecendo esse importante setor da economia brasileira.