+55 (21) 3619-7576 | +55 (21) 3030-1890 comercial@c-tank.com.br Seg. a Sex. 08:00 às 18:00 + Plantão

Limpeza de dutos de ar condicionado: leis e práticas

por | jul 23, 2019

Nas empresas em geral o uso do ar climatizado é bastante frequente, principalmente por meio de dutos. Isso acontece porque esse tipo de aparelhagem pode proporcionar mais conforto aos colaboradores. No entanto, a falta de limpeza de dutos de ar condicionado pode trazer muitos malefícios, comprometendo até mesmo a saúde das pessoas envolvidas.

Em 2016, a Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que as doenças respiratórias figuravam a lista das 10 principais causas de morte global, provocadas pela má qualidade do ar.

Quando os dutos de ar não estão em boas condições de limpeza, operação, manutenção e controle, a empresa pode estar correndo riscos graves. Neste artigo, vamos falar tudo o que você precisa saber sobre limpeza de dutos de ar condicionado e as normas utilizadas. Confira!

A legislação para dutos de ar

A PORTARIA Nº 3.523, DE 28 DE AGOSTO DE 1998 estabelece as principais medidas para os processos de avaliação e limpeza de sistemas de climatização. É ela que também exige que seja feito o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) para todo e qualquer ambiente climatizado com capacidade térmica superior a 5 TR (15.000 kcal/h = 60.000 BTU/H).

O PMOC pode ser visto como uma série de documentos comprovados por um engenheiro, em que ficam registrados os dados do sistema de climatização, da edificação, procedimentos e rotinas de manutenção e limpeza.

Se um duto de ar integra um sistema de climatização, ele precisa ser limpo periodicamente. Caso contrário, a qualidade do ar climatizado será facilmente comprometida. Quem determina a frequência da limpeza é o responsável técnico. 

Há exceção para cidades como Natal, Rio de Janeiro e Santos, onde as leis municipais determinam a limpeza anual dos dutos. Vale ressaltar que uma nova lei firmada em 4 de janeiro de 2018 (Nº 13.589) passou a reforçar a obrigatoriedade de implantação do PMOC em edifícios de uso público e coletivo.

A Análise da Qualidade do Ar checa se todos os padrões estão de acordo com as normas da RE 09. São eles:

  • temperatura;
  • velocidade;
  • concentração de dióxido de carbono;
  • umidade;
  • aerodispersoides;
  • fungos.

A empresa que não cumpre com as normas poderá ser penalizada com multas que variam entre R$2.000,00 à R$1.500.000,00.

A fiscalização para a limpeza de dutos de ar

Um aparelho de ar condicionado trabalha filtrando o ar. Isso significa que não há como evitar que resíduos sejam armazenados em seus filtros e dutos. Esse acúmulo de impurezas e sujeiras é o que causa diversos tipos de doenças respiratórias.

A famosa Síndrome do Edifício Doente é um sinal de que os colaboradores já estão sendo lesados. Ela acontece quando uma boa parcela dos trabalhadores afetados pelo ar climatizado em um edifício apresentam sintomas de tosses, alergias e demais irritações do tipo.

Quem fiscaliza a lei que exige a limpeza periódica é a Anvisa. Trata-se de uma verificação minuciosa e rígida. Por isso, o mais indicado é que empresas devidamente especializadas neste serviço sejam contratadas para realizar o procedimento contínuo. É muito importante que todo o serviço seja realizado por técnicos capacitados para tal função.

As normas da ABNT

Em casos de troca de filtros, a norma  determina os tipos de filtros para cada tipo de ocupação é a NBR 16401-3. Já as normas NBR 14679 e 15848 da ABNT dão conta das diretrizes para a realização dos serviços de higienização, bem como da avaliação.

Conforme a NBR 15848, é preciso recorrer à limpeza toda vez que um ou mais casos abaixo sejam encontrados:

  • mofo nos dutos;
  • contaminação por vestígios de roedores ou insetos destrutivos e danosos à saúde;
  • material fibroso úmido ou mofado;
  • disseminação visível de material particulado dos dutos para o ambiente interior;
  • concentração maior ou igual a 7,5 g/m2 de material particulado dentro dos dutos.

Os riscos da execução incorreta do serviço

A limpeza de dutos de ar condicionado fora das normas da Anvisa pode trazer sérios malefícios. Como já abordamos neste artigo, o ar climatizado pode se tornar um verdadeiro vilão para a saúde, acarretando problemas respiratórios para vários funcionários.

Aqui, estamos falando de doenças do aparelho respiratório graves, como a pneumonia e diversas infecções. O assunto é seríssimo. A contaminação pelas bactérias e fungos instaladas dentro dos filtros e dutos de ar refrigerado pode matar caso o tratamento com antibióticos não seja feito a tempo.

Vamos reforçar que os locais uso público e coletivo trazem exigências maiores. A Resolução RE 09 ANVISA obriga que as empresas realizem, de 6 em 6 meses, a Análise da Qualidade do Ar. Essa verificação é responsável por avaliar parâmetros a favor da saúde dos ocupantes.

Vantagens da limpeza dos dutos

Resumindo, podemos listar as 5 principais vantagens de realizar a limpeza com uma empresa confiável:

 

  1. Quando a aparelhagem está limpa menos energia será consumida;
  2. A limpeza periódica diminui as chances de doenças respiratórias;
  3. Colaboradores doentes diminuem a produtividade;
  4. A limpeza amplifica a durabilidade;
  5. A sujeira prejudica a performance do sistema.

 

Como a C-Tank pode te ajudar

A limpeza de dutos costuma ter custos elevados e demanda um planejamento das atividades da empresa. No entanto, é possível encontrar uma ótima relação custo x benefício com empresas como a C-Tank.

É extremamente importante que todo esse serviço seja acompanhado por profissionais exemplares e devidamente certificados. O uso de equipamentos equipamentos robotizados de última geração também podem aumentar a eficiência do trabalho.

A C-Tank trabalha realizando os seguintes serviços:

  • Escovação Mecânica
  • Higienização de Bandejas
  • Limpeza de Coifas
  • Emissão de Certificado de Limpeza e Descontaminação

 

Para evitar problemas com multas e zelar pela sua saúde e dos colaboradores que trabalham com você, solicite um orçamento com a C-Tank agora mesmo. 

[:en]

Nas empresas em geral o uso do ar climatizado é bastante frequente, principalmente por meio de dutos. Isso acontece porque esse tipo de aparelhagem pode proporcionar mais conforto aos colaboradores. No entanto, a falta de limpeza de dutos de ar condicionado pode trazer muitos malefícios, comprometendo até mesmo a saúde das pessoas envolvidas.

Em 2016, a Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que as doenças respiratórias figuravam a lista das 10 principais causas de morte global, provocadas pela má qualidade do ar.

Quando os dutos de ar não estão em boas condições de limpeza, operação, manutenção e controle, a empresa pode estar correndo riscos graves. Neste artigo, vamos falar tudo o que você precisa saber sobre limpeza de dutos de ar condicionado e as normas utilizadas. Confira!

A legislação para dutos de ar

A PORTARIA Nº 3.523, DE 28 DE AGOSTO DE 1998 estabelece as principais medidas para os processos de avaliação e limpeza de sistemas de climatização. É ela que também exige que seja feito o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) para todo e qualquer ambiente climatizado com capacidade térmica superior a 5 TR (15.000 kcal/h = 60.000 BTU/H).

O PMOC pode ser visto como uma série de documentos comprovados por um engenheiro, em que ficam registrados os dados do sistema de climatização, da edificação, procedimentos e rotinas de manutenção e limpeza.

Se um duto de ar integra um sistema de climatização, ele precisa ser limpo periodicamente. Caso contrário, a qualidade do ar climatizado será facilmente comprometida. Quem determina a frequência da limpeza é o responsável técnico. 

Há exceção para cidades como Natal, Rio de Janeiro e Santos, onde as leis municipais determinam a limpeza anual dos dutos. Vale ressaltar que uma nova lei firmada em 4 de janeiro de 2018 (Nº 13.589) passou a reforçar a obrigatoriedade de implantação do PMOC em edifícios de uso público e coletivo.

A Análise da Qualidade do Ar checa se todos os padrões estão de acordo com as normas da RE 09. São eles:

  • temperatura;
  • velocidade;
  • concentração de dióxido de carbono;
  • umidade;
  • aerodispersoides;
  • fungos.

A empresa que não cumpre com as normas poderá ser penalizada com multas que variam entre R$2.000,00 à R$1.500.000,00.

A fiscalização para a limpeza de dutos de ar

Um aparelho de ar condicionado trabalha filtrando o ar. Isso significa que não há como evitar que resíduos sejam armazenados em seus filtros e dutos. Esse acúmulo de impurezas e sujeiras é o que causa diversos tipos de doenças respiratórias.

A famosa Síndrome do Edifício Doente é um sinal de que os colaboradores já estão sendo lesados. Ela acontece quando uma boa parcela dos trabalhadores afetados pelo ar climatizado em um edifício apresentam sintomas de tosses, alergias e demais irritações do tipo.

Quem fiscaliza a lei que exige a limpeza periódica é a Anvisa. Trata-se de uma verificação minuciosa e rígida. Por isso, o mais indicado é que empresas devidamente especializadas neste serviço sejam contratadas para realizar o procedimento contínuo. É muito importante que todo o serviço seja realizado por técnicos capacitados para tal função.

As normas da ABNT

Em casos de troca de filtros, a norma  determina os tipos de filtros para cada tipo de ocupação é a NBR 16401-3. Já as normas NBR 14679 e 15848 da ABNT dão conta das diretrizes para a realização dos serviços de higienização, bem como da avaliação.

Conforme a NBR 15848, é preciso recorrer à limpeza toda vez que um ou mais casos abaixo sejam encontrados:

  • mofo nos dutos;
  • contaminação por vestígios de roedores ou insetos destrutivos e danosos à saúde;
  • material fibroso úmido ou mofado;
  • disseminação visível de material particulado dos dutos para o ambiente interior;
  • concentração maior ou igual a 7,5 g/m2 de material particulado dentro dos dutos.

Os riscos da execução incorreta do serviço

A limpeza de dutos de ar condicionado fora das normas da Anvisa pode trazer sérios malefícios. Como já abordamos neste artigo, o ar climatizado pode se tornar um verdadeiro vilão para a saúde, acarretando problemas respiratórios para vários funcionários.

Aqui, estamos falando de doenças do aparelho respiratório graves, como a pneumonia e diversas infecções. O assunto é seríssimo. A contaminação pelas bactérias e fungos instaladas dentro dos filtros e dutos de ar refrigerado pode matar caso o tratamento com antibióticos não seja feito a tempo.

Vamos reforçar que os locais uso público e coletivo trazem exigências maiores. A Resolução RE 09 ANVISA obriga que as empresas realizem, de 6 em 6 meses, a Análise da Qualidade do Ar. Essa verificação é responsável por avaliar parâmetros a favor da saúde dos ocupantes.

Vantagens da limpeza dos dutos

Resumindo, podemos listar as 5 principais vantagens de realizar a limpeza com uma empresa confiável:

 

  1. Quando a aparelhagem está limpa menos energia será consumida;
  2. A limpeza periódica diminui as chances de doenças respiratórias;
  3. Colaboradores doentes diminuem a produtividade;
  4. A limpeza amplifica a durabilidade;
  5. A sujeira prejudica a performance do sistema.

 

Como a C-Tank pode te ajudar

A limpeza de dutos costuma ter custos elevados e demanda um planejamento das atividades da empresa. No entanto, é possível encontrar uma ótima relação custo x benefício com empresas como a C-Tank.

É extremamente importante que todo esse serviço seja acompanhado por profissionais exemplares e devidamente certificados. O uso de equipamentos equipamentos robotizados de última geração também podem aumentar a eficiência do trabalho.

A C-Tank trabalha realizando os seguintes serviços:

  • Escovação Mecânica
  • Higienização de Bandejas
  • Limpeza de Coifas
  • Emissão de Certificado de Limpeza e Descontaminação

 

Para evitar problemas com multas e zelar pela sua saúde e dos colaboradores que trabalham com você, solicite um orçamento com a C-Tank agora mesmo. 

Outras Postagens

Desinfecção de embarcações | O que saber na hora de contratar

Desinfecção de embarcações | O que saber na hora de contratar

Desinfecção de embarcações A desinfecção de embarcações é um processo que serve para higienizar corretamente esses meios e mantê-los, não apenas limpos e conservados, mas protegido e seguro da ação de microrganismos. O trabalho prestado por uma empresa de serviço de...

ler mais